"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." (Chico Xavier)

terça-feira, 18 de agosto de 2009

'- Infinito


Não, eu não quero mais te dizer adeus, estas palavras já fizeram parte da minha vida por muito tempo, e desta vez eu não quero mais elas no meu vocabulário. E hoje eu não desejo mais que isso tenha sentido...eu queria ser mais sincera do que eu já sou, mais transparente do que o lago de ilusões que me cerca..mas sinto que de alguma forma isto é impossível.

Tanta coisa, tantas vidas, tantas histórias envolvidas em apenas uma vida e de repente nada mais faz sentido. Todos os sonhos e os desejos não são mais sentidos como antigamente, tudo se transforma em nada, ou em algo mais forte do que eu possa imaginar.

Há dias que eu ouço a chuva pela janela do meu quarto e imagino que após um tempo ela vai parar, que vai surgir um sol que brilhará durante horas a fio e do nada um arco-íris vai aparecer, porém isso nunca acontece. Eu queria não ter mais dúvidas, eu queria não ter mais desejos, queria que minhas esperanças voassem com o vento rumo ou desconhecido...porque é para lá que elas devem ir, é lá que elas pertencem, ao infinito, a algo que não existe e que nunca existiu, nem um dia sequer.

3 comentários:

Anônimo disse...

"Há dias que eu ouço a chuva pela janela do meu quarto e imagino que após um tempo ela vai parar, que vai surgir um sol que brilhará durante horas a fio e do nada um arco-íris vai aparecer, porém isso nunca acontece."

Eu ainda tenho esperancas q aconteca...

Bjos

Aмbзr Girℓ ⅞ disse...

nossa, que demais, o texto tá muito emocionante, e a cena de austrália, é perfeita

- Paam_ disse...

Realmente eu adoro esse filme *-*