"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." (Chico Xavier)

domingo, 19 de julho de 2009

'- Breve descontrole...


Falo alto,me descontrolo,sou mais forte...
Crio coragem,corro riscos,desabafo...
Sento,choro,depois volto a sorrir...
Não tenho fome,não me canso,eu surto.

Deito,rolo,me ponho a voar...
Atravesso em alta velocidade,paro,ou volto a caminhar...
Embaralho,desperdiço,aproveito...
Não tenho medos,faço dos meus desejos realidade.

Me entrego aos prazeres mais ocultos,anceios...
Me vingo,me aceito,me faço feliz...
Sigo,imploro,ajoelho...
Não ouço nada além do que me convém.

Com o coração desparado,apertado,eu vou em frente...
Sem temer o dia de amanhã,nem lembrar o anterior...
Garganta molhada, olhos secos,assim que deve ser...
Os dias passam,as noites correm,e eu aqui,a sua mercê.

2 comentários:

Anônimo disse...

Uau! Qnta intensidade neste texto Paam!
Por ele dah pra notar q vc eh 100% emocaum!
Bjos

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

eu sempre sou fã de seus escritos, confessionais, romanticos... nao tem como nao se sentir preso.

nesses versos, nesses verbos todos nos nos achamos.

Blog Suicide Virgin